Escola Secundária de Afonso de Albuquerque, Guarda

Available actions

Reader available actions

 

Escola Secundária de Afonso de Albuquerque, Guarda

Description details

Record not reviewed.

Document not available to perform requests.

Description level

Fonds   Fonds

Reference code

PT/MESG/RAE/ESAA

Descriptive dates

1897-[s.m.]-[s.d.] / 2003-[s.m.]-[s.d.]

Dimension and support

17,09 m.l.; papel

Holding entity

Secretaria-Geral do Ministério da Educação e da Ciência

Producer

Portugal, Ministério da Educação, Direção Regional da Educação do Centro, Escola Secundária de Afonso de Albuquerque, Guarda.

Biography or history

A reforma de Passos Manuel de 17 de Novembro de 1836, em que cada capital de distrito do país seria criado um liceu, não foi um acontecimento imediato. O Liceu Nacional da Guarda só existirá de facto, ainda que de forma precária, desde o ano letivo 1848/49 no edifício do Governo Civil da cidade, local onde funcionava a secretaria e onde os alunos realizavam os exames. As aulas, no entanto, eram ministradas nas casas particulares dos docentes. Só em 3 de Agosto de 1855 o Liceu Nacional da Guarda entra formalmente em funcionamento, com o auto de instalação dando assim cumprimento à Portaria do Conselho Superior de Instrução Pública de 4 de Julho de 1855.A escola passou por uma fase de crescimento tendo ocupado sucessivos edifícios à medida que ia aumentando o número de alunos. O primeiro edifício do liceu estaria localizado no centro histórico da cidade, num prédio do Largo de S. Vicente, onde funciona um conhecido restaurante de gastronomia regional, embora a secretaria continuasse a funcionar no edifício do Governo Civil. A partir de Maio de 1860, o liceu foi transferido para as instalações do Seminário da Guarda, ao abrigo do disposto no artigo 55.º da Lei de 20 de Setembro de 1844, que previa o funcionamento dos liceus portugueses nos edifícios religiosos quando não houvesse instalações condignas a disponibilizar pelo Estado. Em Outubro de 1884, foi integrado no rés-do-chão do atual edifício do Governo Civil. As deficientes condições materiais do liceu levaram a reitoria a encetar, a partir de Maio de 1890, uma campanha pela construção de um edifício novo. A partir de Março de 1927, o liceu instala-se num imóvel junto da Torre de Menagem e do Cemitério Municipal, onde estava instalado um convento de monjas Clarissas, edifício atualmente ocupado pela Escola EB 2,3 de Santa Clara. Em Dezembro de 1965 foi aprovado o projeto do arquiteto António Maria Veloso Gomes para a construção de um edifício que instalasse o liceu. Em Junho de 1969 inaugura-se o edifício de raiz, na rua comandante Salvador do Nascimento.Pelo Decreto nº 5 096, de 17 de Janeiro de 1919, passou a denominar-se Liceu Central de Afonso de Albuquerque. Na fase inicial do liceu, a frequência era exclusivamente masculina, mas a partir de 1895 começaram a matricular-se as primeiras alunas. No início dos anos 80, a frequência feminina ultrapassa a frequência masculina.Entre os alunos que frequentaram o liceu é de notar, a passagem do escritor Vergílio Ferreira no ano letivo 1932/33, depois de ter abandonado o Seminário da mesma cidade.

Scope and content

O fundo da Escola Secundária de Afonso de Albuquerque é constituído por 5 séries documentais pertencentes às secções: Recursos Humanos, Recursos Financeiros e Pessoal Discente.

Arrangement

A organização das séries documentais inventariadas segue a estrutura adotada pela Portaria de Gestão de Documentos n.º 1310/2005, de 21 de Dezembro.

Access restrictions

Documentação sujeita a autorização para consulta.

Language of the material

Português

Physical characteristics and technical requirements

Bom estado de conservação

Location

Arquivo em fase de instalação definitiva.

Related material

"Relatórios de actividades escolares dos reitores dos liceus"."Relatórios de actividades dos professores".

Publication notes

Escola Secundária Afonso de Albuquerque: história da escola [Consult. 20 Ago. 2009]. GARCIA, José Luís Lima - Liceu Afonso de Albuquerque, Guarda. In NÓVOA, António ; SANTA-CLARA, Ana Teresa (coord.) - Liceus de Portugal : histórias, arquivos, memórias. Santa Iría de Azóia: ASA, 2003. ISBN 972-41-3173-4. p.324-343. MOGARRO, Maria João - Arquivos e Educação: a construção da memória educativa. In Sísifo: Revista de Ciências da Educação. Lisboa. N.º 1 (Set./Dez. 2006). p. 71-82.

Holding entities of associated archival units

Portugal. Ministério da Educação. Secretaria-Geral. Direção de Serviços de Documentação e de Arquivo

Notes

A descrição do fundo realizada tem por base o inventário parcial realizado no âmbito do projeto BAME (Bibliotecas, Arquivos e Museus da Educação).