Escola Secundária de D. Dinis, Lisboa

Available actions

Reader available actions

 

Escola Secundária de D. Dinis, Lisboa

Description details

Record not reviewed.

Document not available to perform requests.

Description level

Fonds   Fonds

Reference code

PT/MESG/RAE/ESDD

Production dates

1974-07-22  to  2004-02-17 

Descriptive dates

1969-[s.m.]-[s.d.] / 2007-[s.m.]-[s.d.]

Dimension and support

165 m.l.; papel

Holding entity

Secretaria-Geral do Ministério da Educação e da Ciência

Producer

Portugal, Ministério da Educação, Direção Regional de Educação de Lisboa e Vale do Tejo, Escola Secundária de D. Dinis

Biography or history

O estabelecimento de ensino hoje designado por Escola Secundária com 3.º Ciclo do Ensino Básico de D. Dinis funciona desde 1972. Quando foi criado, chamava-se Liceu Nacional de D. Dinis. Nessa altura, era o primeiro liceu da zona oriental de Lisboa e o 2.º liceu misto de Lisboa. Para além de servir a população escolar de toda a zona oriental de Lisboa e áreas limítrofes (Sacavém; Loures e faixa litoral do Tejo até Vila Franca de Xira), recebia também as matrículas dos alunos de 8 colégios privados (Colégio Valsassina; Colégio de S. José; Externato Nacional de Moscavide; Colégio Bartolomeu Dias; Externato Nova Cultura; Colégio Camilo Castelo-Branco; Externato do Chile e Externato Marquês de Pombal).No início da década de 80, era frequentado por 6 000 alunos. O liceu transforma-se em escola secundária nos anos 80 e torna-se num estabelecimento de ensino muito ativo. Possui vários núcleos de estágios para professores e ótimas instalações desportivas.A década de 90 é marcada pelo lançamento do primeiro projeto educativo da escola subordinado ao tema "Aprender a ler a vida". A sua implementação, programada para 6 anos, permite a criação de vários grupos e clubes de atividades, todos ligados à área-escola. Destacam-se o Grupo de Teatro, o Grupo das Danças Africanas, o Grupo das Danças Regionais, o Clube Europeu, o Clube de Inglês e Alemão, o Clube de Desporto Escolar, o Núcleo de Artes e Ofícios e vários jornais escolares.Na mesma altura, a escola começa a participar, não só em projetos nacionais, tais como o Projeto Vida, o Projeto Viva a Escola, mas também em programas financiados pela Comunidade Europeia (Nónio Século XXI, Ciência Viva, Science Across Europe).Atualmente, a Escola Secundária com 3.º Ciclo do Ensino Básico de D. Dinis possui uma oferta educativa muito diversificada. Além de ministrar cursos do ensino do 3.º Ciclo do Ensino Básico e cursos do Ensino Secundário, possibilita aos alunos a frequência do 3.º Ciclo do Ensino Básico Recorrente, do Ensino Recorrente por Unidades Capitalizáveis, de cursos profissionais (de técnico de análise laboratorial; de técnico de banca e seguros e de técnico de informática de gestão) e de cursos tecnológicos (de Desporto; de Multimédia; de Marketing; de Ação Social).Os alunos que frequentam o curso diurno residem maioritariamente na freguesia de Marvila, mas a escola tem alunos de outras freguesias (Pontinha, Bobadela ...). Tal facto deve-se à procura de cursos na área do Desporto, do curso Tecnológico de Artes e Ofícios, bem como de uma variedade de níveis de língua estrangeira que a escola apresenta e que permitem satisfazer as necessidades dos estudantes que procuram este estabelecimento de ensino. O corpo docente da escola é constituído por cerca de 160 professores, quase todos do Quadro Permanente. A escola funciona por três turnos: Manhã; Tarde e Noite. Nos cursos diurnos existem cerca de 27 turmas e no noturno 20.A escola participa também no projeto de reforma do Ensino Recorrente, propondo aos alunos a frequência do 3.º Ciclo do Ensino Básico Recorrente por Blocos Capitalizáveis. O projeto, lançado experimentalmente no ano letivo de 1999/2000 em apenas sete escolas do país, ainda se encontra em fase de experimentação, embora com uma rede mais alargada. A Escola Secundária de D. Dinis participa na produção de programas destinados a este ensino e lança cursos tecnológicos inéditos: Apoio Social e Informática - Redes e Multimédia. Desenvolve parcerias de colaboração com empresas e instituições de forma a garantir estágios pedagógicos aos alunos dos cursos tecnológicos. A abertura de muitos destes cursos conduziu a um aumento e melhoramento dos recursos tecnológicos existentes na escola, quer através das parcerias acima referidas, quer mediante projetos e programas comunitários, quer ainda devido ao mecenato educativo. A preocupação da escola em se tornar numa escola de futuro passa pela utilização massiva das novas tecnologias e da Internet. A elaboração do site da escola "que se pretende transformar gradualmente numa ferramenta de ligação entre a escola e a comunidade" é um exemplo notório das opções desta escola.

Scope and content

O fundo da Escola Secundária de D. Dinis é constituído por 67 séries documentais pertencentes a 7 secções: Administração e Gestão; Funcionamento Geral; Recursos Humanos; Recursos Financeiros; Ação Social Escolar; Atividades Científico-Pedagógica; Pessoal Discente.

Arrangement

A organização das séries documentais inventariadas segue a estrutura adotada pela Portaria de Gestão de Documentos n.º 1310/2005, de 21 de Dezembro.

Access restrictions

Documentação sujeita a autorização para consulta.

Language of the material

Português

Physical characteristics and technical requirements

Bom estado de conservação

Location

Arquivo em fase de instalação definitiva

Publication notes

Página web da Escola Secundária de D. Dinis em www.eseddinis.pt; MOGARRO, Maria João - Arquivos e Educação: a construção da memória educativa. In Sísifo: Revista de Ciências da Educação. Lisboa. N.º 1 (Set./Dez. 2006). P. 71-82.

Notes

Ver também Inventário e Digitalização do Património Museológico da Educação: http://edumuseu.sg.min-edu.pt